EnglishPortugueseSpanish

É Foz do Iguaçu com sua energia singular nas Olimpíadas de Tóquio

O Brasil estava muito bem representado nas Olimpíadas de Tóquio. Entre os mais de dez mil participantes no maior evento esportivo do planeta, havia 300 atletas brasileiros no Japão, e entre eles estavam dois que treinam em águas iguaçuenses: Pedro Gonçalves, ou Pepê, como é chamado, e Ana Sátila. Ambos são atletas do esporte de descida nas corredeiras, canoagem slalom – Pedro no caiaque e Ana em duas categorias, caiaque e canoa.

Créditos fotografia: Kiko Sierich

Os dois treinam esse esporte desde criança. Ana mudou-se para Foz do Iguaçu em 2012, aos 16 anos, mesmo ano e idade em que foi a integrante mais jovem da delegação brasileira nas Olimpíadas de Londres. Pepê participou pela primeira vez nas Olimpíadas do Rio, em 2016, obtendo o melhor resultado para um atleta brasileiro na história, a sexta colocação.


Créditos fotografia: Kiko Sierich

Foz do Iguaçu é a principal cidade no país para treinamento dos atletas de canoagem. Os treinos e algumas competições são realizados no Canal de Itaipu, localizado na Itaipu Binacional, maior usina hidrelétrica em produção de energia limpa e renovável do planeta. A cidade iguaçuense é casa da seleção brasileira e possui projetos sociais visando ao desenvolvimento de novos atletas, com o apoio da Itaipu Binacional.

Pepê Gonçalves e Ana Sátila já navegaram com os próprios caiaques nas águas do Rio Iguaçu, que forma as Cataratas do Iguaçu, Maravilha Mundial da Natureza, e encontra o Rio Paraná em frente ao Marco das 3 Fronteiras, o lugar mais charmoso de Foz do Iguaçu. Cenário lindíssimo e que rende fotos maravilhosas do esporte, como estas feitas pelo fotógrafo Kiko Sierich.


Créditos fotografia: Kiko Sierich

Para o jornal Folha de S.Paulo, Ana relatou em diário os últimos meses preparatórios antes das Olimpíadas. De Foz do Iguaçu foi para República Theca e Eslováquia para treinamento, aperfeiçoamento e competições com outros atletas de alto nível mundial. Antes de viajar para Tóquio, retornou para Foz e, entre outros compromissos, encontrou o conforto de sua família.


Créditos fotografia: Kiko Sierich

Quando embarcou para o Japão, Ana estava com as energias renovadas pelo maior conjunto de quedas d’água do mundo. Ela tinha visitado as Cataratas do Iguaçu, e as boas lembranças das fotografias, de casa, motivaram-na para a competição. Consigo carregava as imagens que fez nas Cataratas e que guardava com carinho no celular. Ana foi a primeira atleta do Brasil a chegar a Tóquio.


Créditos fotografia: Kiko Sierich

Ela diz que estava confiante e preparada como nunca para as Olimpíadas. A Maravilha Mundial da Natureza emana boas energias. Ana Sátila foi a primeira brasileira a disputar uma final olímpica na canoagem slalom, resultado histórico para o Brasil. Desejamos toda a positividade das Cataratas para a preparação rumo a 2024.

Acompanhe as Cataratas do Iguaçu nas redes sociais:
Instagram
Facebook
Twitter
Telegram

Compartilhe com seus amigos:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Como você avalia este conteúdo?

Você também pode gostar ...

Muitos casais escolhem as Cataratas do Iguaçu, Maravilha Mundial da Natureza, como destino para viajar e descansar, conhecendo a…
O Parque Nacional do Iguaçu, que abriga as Cataratas do Iguaçu, está aberto para visitação turística, de terça-feira a…
As Cataratas do Iguaçu, Maravilha Mundial da Natureza, e o Restaurante Porto Canoas receberam o certificado Travellers’ Choice, do…
Open chat