Poesia visual transforma cenário das Cataratas

Conhecer ou revisitar o maior conjunto de quedas d’água do mundo, no Parque Nacional do Iguaçu, é sempre uma experiência repleta de conexões e inspirações. Entre milhares de pessoas que caminham pelas trilhas, o parque recebe visitantes que – por meio de seus talentos, seja cantando, dançando ou fotografando – expressam percepções únicas dessa Maravilha Mundial da Natureza. Já imaginou as águas das Cataratas do Iguaçu em um movimento inverso?

Os visitantes Carlos Cezare, Isabele Ferreira, Karina Paukowski e Marcos Labanca, apaixonados pelas Cataratas, juntaram-se com uma ideia e criaram um vídeo poético que une dança, teatro, técnicas de cinema e conexão com a natureza. A produção Cataratas da Isabele, realizada em plano-sequência, chama a atenção pela delicadeza dos sons e movimentos em uma fotografia magnética no “quintal de casa” dos iguaçuenses. Assista!

O resultado do trabalho nos apresenta a jornada de uma visitante pela Trilha das Cataratas, encantada com a natureza da unidade de conservação, indo de encontro com as majestosas quedas do Iguaçu, que jorram ao contrário. O diretor e roteirista Carlos Cezare disse que a escolha para filmar em plano contínuo – técnica popularizada nos anos 1940 e sempre reconhecida pela academia – partiu de uma inquietação própria.

“Tenho um pouco daquele pensamento dos cineastas dos anos 50, de que só é preciso uma ideia na cabeça e uma câmera na mão. Aqui eu queria inverter o curso do maior conjunto de quedas d’água do mundo, e a ideia surgiu como uma dança em uma jornada envolvente e reveladora”, afirmou o diretor.

A bailarina Isabele Ferreira, que divide o protagonismo do filme com as Cataratas do Iguaçu, contou como estava o clima nos bastidores e qual a maior dificuldade na produção: “Foi muito divertido, uma experiência muito incrível. Só de estar nesse lugar já nos atrai uma energia diferente, positiva. Eu nunca tinha feito um trabalho parecido com esse. A parte mais difícil foi gravar tudo ‘de trás para a frente’. Eu tinha que fazer tudo sem olhar, eu estava caminhando, dançando e subindo escadas de costas”, revelou a artista.

Além de se preocupar com a iluminação, a equipe precisava estar sempre atenta para evitar qualquer interferência na cena. “Para gravarmos em plano-sequência e tudo ‘de trás para a frente’, não poderia aparecer ninguém nas trilhas, além da bailarina. Foi uma produção difícil, gravamos bem cedinho, antes do parque abrir para os turistas, e mesmo assim surgia algum detalhe fora do lugar”, declarou Marcos Labanca, responsável pela direção de fotografia do filme. Confira o making of:

Os produtores informam que pretendem continuar com os vídeos e que podemos ficar atentos para as novidades. O Parque Nacional do Iguaçu, que abriga as Cataratas do Iguaçu, apoia e incentiva a realização de produções artísticas, locais ou mundiais, que valorizem a cultura e a história da região.

Cataratas de Isabele
Direção, roteiro e edição: Carlos Cezare (@carloscezare)
Bailarina: Isabele Ferreira (@isabeleferreira_)
Direção de fotografia: Marcos Labanca (@marcoslabanca)
Assistente de produção: Karina Paukowski (@karinapaukowski)

Texto: Cataratas/Parque Nacional do Iguaçu

Compartilhe com seus amigos:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Como você avalia este conteúdo?

Você também pode gostar ...

A experiência de visitar as Cataratas do Iguaçu é ainda melhor quando estamos na companhia de quem a gente…
Quem ama viajar, conhecer novos lugares e praticar atividades físicas terá mais uma oportunidade de viver tudo isso no…
O Parque Nacional do Iguaçu, Patrimônio Natural da Humanidade, reúne muitos anos de história desde a sua criação, em…
Open chat